Quantos casais, quantos relacionamentos não terminaram durante a pandemia? Muitos, né?

Só que nem sempre esse término é amigável. E, muitas vezes, a relação não termina, mas passa a ser agressiva. Por medo, muitas mulheres se reprimem. A violência doméstica, contra a mulher, não pode ser tolerada e deve ser denunciada.

Uma estratégia ganhou força nas últimas semanas, após o caso envolvendo o DJ Ivis e sua ex-esposa, Pamella Holanda.

Trata-se de um X pintado à caneta, na mão. Ao mostrar esse símbolo em uma farmácia, por exemplo, é sinal de que você está pedindo e precisa de ajuda.

Em uma entrevista na rádio FM O Dia, o advogado Leonardo Dickinson falou um pouco mais sobre essa iniciativa do Ministério Público do Rio de Janeiro. Ele também pediu atenção aos pequenos detalhes, que podem passar despercebidos, mas que também são sinais de agressão.

A violência contra a mulher, as pessoas acham que é só a questão da lesão, da agressão, mas, infelizmente, não é isso. Ela tem várias formas, várias medidas. Você tem a lesão patrimonial, é o marido que pega o celular da mulher e quebra porque acha que ela tá falando com o amante. Outra, violência moral, é o xingamento, é a humilhação do dia a dia… Cárcere privado, não deixa a mulher sair de casa porque não quer que ela saia com as amigas. Tem a violência sexual…“, destacou.

O X DA QUESTÃO

“Uma iniciativa muito boa que teve nesse período recente, foi a colocar um X Vermelho na mão, levar isso até uma farmácia, um lugar de acesso. Se você, mulher, sente que está a sofrer uma lesão ou para sofrer uma lesão, faz um pequeno X a caneta, leva pra qualquer farmácia… Essa é uma iniciativa muito bacana do Tribunal de Justiça aqui do Rio de Janeiro. Isso já tá bastante consolidado, inclusive, e com isso você vai ter a sua ajuda, as pessoas vão saber o que elas precisam fazer. Ligar pro 180, é um excelente caminho e, se sentir que é o caso, que tem essa necessidade, vai até a polícia, pede uma medida protetiva. Esse é o caminho, a autoridade precisa saber o que tá acontecendo”, ressaltou o advogado.