• 12 de janeiro de 2022 às 14:58h, atualizado em 12 de janeiro de 2022 às 14:58h às 18:51h
  • Clara Oliveira

A Rainha da Sofrência jamais será esquecida… Em entrevista ao Podpah, Tierry falou sobre sua relação com Marília Mendonça, que morreu em novembro, em decorrência de um acidente aéreo que vitimou, além dela, mais quatro pessoas. O cantor, que conheceu a sertaneja antes dela se tornar um fenômeno, revelou que Marília é uma de suas maiores referências. Além da semelhança musical, ambos iniciaram suas carreiras como compositores.

“Eu dedico todos os meus shows à Marília. Ela é a minha grande referência porque ela é uma compositora que virou cantora. O sonho de todo compositor é o palco e a Marília mostrava que com determinação e foco, você conseguia fazer isso também”, iniciou Tierry.

Durante a conversa, o dono do hit “Rita” brincou com o fato dos dois serem “concorrentes” antes da fama, na tentativa de venderem suas letras aos demais cantores.

“A Marília e eu… A gente era meio que concorrente. A gente já sabia que ela seria esse grande fenômeno porque as guias dela [músicas antes de serem gravadas] e falava ‘pode tocar que vai ser sucesso'”, relembrou.

Em outro momento, o artista enfatizou a honra que foi ter gravado “Hackearam-me” com Marília e revelou, ainda, que graças à ela e ao seu produtor, Henrique Ribeiro, conhecido no showbusiness como Henrique Bahia – outra vítima do acidente -, que “Rita”, um dos seus maiores sucessos, faz parte de seu DVD. Por se tratar de um enredo sobre “facada”, Tierry contou que ficou com medo da canção ser mal interpretada:

“Por conta dela e do Henrique Bahia, a ‘Rita’ está no meu projeto, porque eu tinha muito medo com o lance da facada, né, das pessoas interpretarem de uma forma negativa, mas aí eles me deram um toque. A Marília chegou e falou: ‘Cara, como você vai tirar sua música, seu sucesso?'”

E por falar em “Rita”, Tierry contou que a protagonista da canção nasceu justamente em uma live de Mendonça, quando uma espectadora, nos comentários, pediu ao ex para perdoar a facada que ela havia dado nele.

“A ‘Rita’ surgiu de um comentário na live da Marília… Onde uma menina falou ‘me perdoa a facada que eu lhe dei’, foi daí que surgiu a ‘Rita’… Falei, cara, vou fazer uma música com isso… Transformei a desgraça em coisa boa. Faço uma sofrência mais feliz”, celebrou.