• Geizon Paulo

Karoline Caheiros, ex-noiva de Gabriel Diniz, vinha sofrendo ameaças de fã do cantor. (Foto: Reprodução/Instagram)

Karoline Calheiros, ex-noiva do cantor Gabriel Diniz, do hit ‘Jennifer’, deve ter um pouco mais de paz a partir de agora. A polícia civil do Pará, em uma operação conjunta com a polícia de Alagoas, prendeu nesta segunda-feira (31) um homem suspeito de ameaçar a digital influencer, desde a morte do artista, em maio de 2019. De acordo com a polícia, o homem, que não teve a identidade revelada, criou 150 perfis diferentes nas redes sociais para promover uma perseguição virtual à Karoline, com o objetivo de ameaçá-la.

O homem, que é investigado pelos crimes de ameaça, injúria, difamação e importunação sexual, confessou os crimes e disse que agiu sozinho. Preso no município de Castanhal, localizado na região nordeste do Pará, ele teve a prisão temporária decretada por cinco dias pela 10ª Vara Criminal de Maceió.

Apesar de as ameaças terem começado logo após a morte de Gabriel Diniz, Karoline Calheiros só denunciou o caso à polícia quase um ano depois, quando a situação chegou ao limite e ela fez um longo desabafo em vídeos publicados em seu perfil no Instagram.

“Eu não queria expor isso e dar atenção, mas já está passando dos limites e é bem delicado. Desde que Gabriel faleceu, tem uma pessoa que me odeia. Ele me perturba todos os dias, perturba meus amigos, diz que eu sou a culpada pela morte de Gabriel, estou até me tremendo de raiva aqui”, disse ela na ocasião.

Gabriel Diniz e Karoline Calheiros estavam juntos há dois anos, quando o cantor morreu em um desastre aéreo. (Foto: Reprodução/Instagram)

O homem que ameaça Karoline se identificava como um fã do cantor e, além das mensagens enviadas a ela pelas redes sociais, ele chegou até a ligar para familiares da jovem, com o intuito de deixá-la aterrorizada.

Gabriel Diniz morreu em 27 de maio do ano passado, após o avião monomotor em que viajava caiu em um povoado a 66 km de distância da capital do Sergipe. Na queda também morreram o piloto Abraão Farias e o copiloto Linaldo Xavier Rodrigues. O cantor ia ao encontro da então noiva, para comemorar o aniversário dela, comemorado no dia em que ocorreu a tragédia.