• FM O Dia

Você com certeza já deve ter ouvido falar do Poesia Acústica, certo? O projeto, do canal Pineapple Storm, reúne cantores, principalmente do rap, pra gravarem músicas exclusivas… e longas, que passam dos 10 minutos!

Com mais de 3 bilhões de acessos, somando as plataformas de vídeo e de streaming, o Poesia se tornou uma máquina de fazer dinheiro, sem precisar investir nada em publicidade. Todos os acessos são orgânicos.

Em entrevista ao Resenha Proibidona, Paulo Alvarez, um dos criadores e idealizadores do projeto, revelou uma estimativa da receita milionária que envolve o Poesia.

O Poesia Acústica é um projeto do nosso canal, que é o Pineapple Storm. É um canal focado em rap, um dos principais do Brasil. É um projeto que a gente criou pra ter uma mescla com outros ritmos. O acústico estava em ascensão no meio do rap e, naturalmente, a gente tava com a vontade de fazer um projeto desse estilo, que pudesse mesclar tanto o samba, quanto o funk, quanto com a MPB, com o reggae, de uma forma mais orgânica, e aí criamos o Poesia”, contou.

Paulo destacou que o rap sempre fez parte da identidade dos criadores do canal:

A gente também sempre teve essa pegada de fazer esses encontros de vários artistas do rap numa mesma música. Nossos primeiros projetos já eram músicas longas, e daí surgiu o Poesia Acústica”.

BILHÕES DE VISUALIZAÇÕES = MUITA GRANA

Paulo, por alto, fez uma rápida análise de quanto, apenas uma música (Clipe no Youtube + Áudio nos demais apps) gerou:

“Hoje em dia, são mais de 3 bilhões de streams de forma 100% orgânica, nunca foi investido nem um centavo de propaganda (…) Um Poesia, como o 6, por exemplo, tem 2 anos e tem 500 milhões quase no Youtube e quase 200 milhões no Spotify, deve ter rendido uns 3 milhões, 4 milhões de reais”, destacou.