• 10 de maio de 2022 às 16:11h
  • Clara Oliveira

Em entrevista ao podcast Bulldog Show, apresentado por Tuka Carvalho e Vivy Tenorio, PK Delas relembrou a polêmica envolvendo a música “Quando a Vontade Bater”, feat com o cantor PK. Segundo o funkeiro, tudo não passou de um desentendimento.

“Foi um desentendimento. “Quando A Vontade Bater” era uma música de um projeto meu, um videocast que eu tinha criado, onde eu convidava vários artistas. Inclusive, além do PK, participaram TH, Valesca, Maneirinho… Tiveram vários artistas, mas a música que entrou no projeto foi essa. No meio do caminho, a galera acabou replicando a nossa música, a produção que já tinha. Foi a nossa produção que estourou”, explicou PK Delas.

Em seguida, o ex de Valesca Popozuda revelou que, no fim das contas, acabou sendo creditado apenas como uma participação especial de um projeto idealizado por ele:

“A música foi ele [PK] que escreveu, foi um projeto que nós dois éramos sócios. Eu entrava como DJ e ele entrava como cantor, só que quando o bagulho [funk] estourou, a gravadora tomou um fonograma da gente. Clonaram a nossa produção, soltaram no Spotify e me colocaram como participação especial, sendo que o projeto era meu”.

Por fim, o funkeiro contou que viu potencial em PK, que já tinha seu espaço no mercado do RAP, e especificou qual sua porcentagem nos lucros da produção.

“PK já era um artista conceituado, já tinha o nome dele, só que ele era de uma vertente do RAP. Ele nunca tinha cantado funk. Ali foi o primeiro projeto de funk que ele fez, que eu acreditei, eu que convidei ele. Só que no meio do caminho eles viram o potencial da música e tomaram. Essa foi a parte da treta. E hoje eu recebo 7% da música”, declarou.

Confira: