• Geizon Paulo

Nego Di disse temer que Karol Conká não aguente a pressão da rejeição fora do BBB. (Reprodução/TV Globo)

Eliminado com recorde de rejeição histórico no BBB, Nego Di demonstrou preocupação com a saúde mental de Karol Conká ao sair do confinamento no programa, o que, tudo indica, deve acontecer nesta terça-feira (23/02), quando ela enfrenta o ‘paredão’ junto com Gilberto e Arthur. O humorista, que mesmo após a saída do reality vem recebendo manifestações de ódio nas redes sociais, disse temer que a sister não aguente a pressão da rejeição fora da casa.

“Tem gente que não vai aguentar. Estou preocupado com a Karol. Esse linchamento é praticamente empurrar a pessoa de uma janela”, disse Nego Di, que aproveitou para perfis nas redes sociais que estimulam essa animosidade em relação aos participantes do reality.

“Graças a Deus eu já estava acostumado. Porque é f*da! E depois essas páginas querem falar de Setembro Amarelo”, completou ele, lembrando da campanha de prevenção ao suicídio realizada anualmente no mês de setembro.

O ex-BBB continuou criticando a “cultura do cancelamento”, tão falada nesta edição do Big Brother Brasil e que é responsável por acabar com reputações através de ataques online. “Vocês precisam aprender a parar de perseguir as pessoas na Internet, principalmente de ficar distorcendo as coisas. Às vezes, penso: ‘Graças a Deus sou um negrão raiz’, já tinha passado muita coisa difícil na vida e consigo virar a página e buscar força nem sei de onde para continuar trabalhando”, afirmou Nego Di, eliminado na semana anterior (16/02) com 98,76% dos votos do público.

Nego Di e Karol Conká forma aliados no BBB, mas após saída da casa o humorista acusou a sister de manipulá-lo. (Reprodução/TV Globo)