Seis meses após o trágico acidente que tirou a vida de MC Kevin, a Polícia Civil do Rio vai pedir arquivamento do caso da morte do funkeiro, que caiu de um quarto de hotel na Barra da Tijuca.

De acordo com o delegado Leandro Gontijo, da 16ª DP, que concluiu as investigações, não houve indício de qualquer crime na ocasião, nem mesmo brigas ou ações violentas.

Segundo as autoridades envolvidas no caso, o que aconteceu na noite de domingo, 16 de maio, foi que o MC tentou sair do quarto pela sacada, com o objetivo de chegar ao andar de baixo, e caiu.

“Foi um fato trágico, porém atípico e sem previsão legal para os investigados”, declarou Leandro.

O caso

No dia 16 de maio, Kevin Nascimento Bueno, conhecido pelo nome artístico de MC Kevin, faleceu aos 23 anos, após cair do quinto andar de um hotel na orla da Barra da Tijuca. O funkeiro, que estava no Rio pra cumprir agenda de shows, acompanhado da esposa, Deolane Bezerra, chegou a ser levado pro Hospital Miguel Couto, na Gávea, mas não resistiu.

Antes da queda, estavam no quarto com o artista a modelo Bianca Dominguez e o amigo MC VK. Após um desentendimento com a mulher, Kevin foi para a praia da Barra, onde conheceu Bianca e a convidou para ir até a suíte onde estava hospedado.

De acordo com relatos dos envolvidos, ao achar que Deolane estava indo até o quarto e que poderia flagrá-lo com a mulher, o funkeiro pulou a sacada na tentativa de acessar o andar de baixo, mas acabou caindo.