• Duda Gimenes

Nesta terça-feira (13), Marília Mendonça bateu um papo sincero com Leo Dias no canal ‘Metrópoles’. A conversa teve de tudo: sobre a sua vida profissional, sobre ser amante e sobre ser moralista.

No início da carreira, a cantora bombou com uma música que falava sobre ser amante. Marília comentou o quanto foi uma quebra de padrões, já que o público não está acostumado a ver mulheres cantando sobre isso: “As pessoas não estavam acostumadas a ver mulheres cantando isso (amante), descaradamente”

A cantora ainda deixou claro que, de fato, nunca foi amante, mas que não se pode dizer, com certeza, que um dia não será:

“Eu tenho muito medo de falar ‘nunca’ na minha vida, de verdade, porque eu sou uma pessoa muito intensa. Mas eu acho que agora, nessa parte tendo um filho, isso fica mais difícil ainda… Eu nunca achei que fosse uma pessoa moralista do jeito que eu sou. Só depois que eu fui ter meu filho, que eu fui entender o quanto eu sou moralista”

Depois da gravidez, Marília revelou ter se descoberto moralista e ter começado a pensar muito mais em questões familiares:

“Em questão de família, do próprio anúncio da minha gravidez, eu nunca pensei que eu fosse dar tanta atenção e que eu quisesse tanto criar uma família. Nunca pensei que eu fosse ficar com tanto medo de ter um filho sem ser casada… Lá enraizado, lá dentro de mim, existia uma coisa ‘tradicionalzona’ que eu não queria deixar transparecer nunca”

Marília comentou que depois da vinda de Léo, o seu filho, surgiu nela um senso tradicional desconhecido de origens que acabou abalando o seu psicológico:

“Não sei o que aconteceu comigo que me deu um senso de família, de moralismo, que tudo eu tinha medo… Que eu não tava seguindo a gravidez da forma certa, porque a grávida tinha que ficar em casa junto com a mãe e que eu tava expondo o meu filho … Eu ficava muito abalada com isso, o meu psicológico virou do avesso. Depois eu fui entender certas coisas que eu precisava eliminar, que é essa questão de não ser casada. Eu acho que eu sentia uma certa vergonha disso.”

Vem conferir o resto da entrevista!