Ganhou os noticiários e as páginas de fofoca o caso Dj Ivis. Ele agrediu, verbal e fisicamente, a mulher, Pamella Holanda. O vídeo rodou o país e gerou muita revolta.

Em uma entrevista, realizada pelo colunista Leo Dias, Pamella contou que a mãe do DJ não fez nada, mesmo sabendo que ela havia sido agredida pelo seu filho.

Juntos desde 2018, o casal começou a namorar sério no final de 2019 e foram morar juntos pouco tempo depois. As agressões começaram durante a gravidez. Pamella conta que a primeira vez foi quando estava com 5 meses:

Ele me pegou pelo pescoço e veio me arrastando até o sofá, me jogando no sofá“, disse.

Em um outro relato, ela conta que até chute do ex-companheiro levou:

“Ele já veio pra cima de mim com soco, com chute. Ele tentou me estrangular dentro do banheiro, com as duas mãos, me pressionando na bancada da pia do banheiro. Eu consegui sair, fui pro quarto e ele ainda veio atrás de mim. Ele começou a me esmurrar, várias vezes, nas minhas costas. Ele rasgou a blusa que eu tava, começou a me chutar”, revelou.

Segundo ela, a mãe do DJ Ivis estava presente nessa agressão e, ao vê-la machucada e com os olhos inchados, disse não ter visto nada grave.

Ele chamou a mãe dele… Ela perguntou o que tava acontecendo. Ela me viu sem blusa, toda arranhada, eu já com meu olho fechado e ainda falou pra mim: ‘Não tem nada no seu olho… Eu tô olhando o teu olho e não tem nada no teu olho’”, disse.

E tem mais:

“A mãe dele nunca chegou e falou: ‘Meu filho, não faça isso. Não quero você fazendo isso’. Ela dizia que eu tinha que aguentar calada. Que eu tinha que ficar calada. Todo mundo justificava que ele era assim, que se eu quisesse ficar com ele, eu tinha que aguentar”. 

Durante a entrevista, Pamella se mostrou indignada com a postura do ex, que nunca assumiu a responsabilidade de seus atos violentos e agressivo.

“Ele nunca me pediu desculpa. Ele ainda negava que me batia. Ele não admitia, não admitia a responsabilidade”, contou.

Confira o vídeo da entrevista completa AQUI.