• Antônio Jordão

Luísa Sonza é a única cantora pop brasileira mais ouvida na rádio, está na categoria TOP 20. Ontem (13), ela falou muito, em seus Stories, sobre como está feliz com isso e sobre as dificuldades que passou pra lançar o hit Cansar Você” – já que foi vetada por empresários e pessoas da equipe dizendo que a música não daria certo, pois ‘pagode não bomba tocando nas rádios’.

“E aí amor, toda vez que falam pra mim ‘não vai dar certo’, amor, aí você fala pra mim qualquer coisa que não vai dar certo, que aí, amor, você pisa na minha ferida, e eu faço dar certo até o fim”, rebateu a cantora nas redes.

Em seguida, ela comemorou e contou sobre outro hit, “Braba”, que também disseram que não daria certo, mas que mesmo assim ela peitou e lançou. Em seus Stories, Luísa comentou a situação em forma de uma mensagem muito positiva pra que, então, as pessoas continuem acreditando em seus sonhos.

Porém, ao mesmo tempo em que de um lado o clima é de comemoração, do outro ela tem sofrido algumas pancadas por parte de haters – que vêm criticando sua aparência de forma cada vez mais pesada.Um dos comentários foi ser chamada de ‘travesti’ de forma muito pejorativa. E foi então que ela decidiu debater sobre a transfobia na internet.

Os fãs de Luísa a defenderam, pois usar o termo dessa forma é um crime de LGBTfobia. O Twitter começou a bombar com a tag “Luísa merece respeito”, em movimento de defesa em prol da cantora, contra o preconceito e a transfobia. Foi um pedido de respeito às travestis, já que elas não devem ser relacionadas como algo ruim. Este apareceu como um dos assuntos mais comentados na rede social.

Sonza aproveitou pra falar no Instagram sobre essas críticas:

“Para você, que me acha feia, que acha as minhas maquiagens feias ou exageradas. É o meu estilo, eu gosto de usar, gosto de fazer essa parada exagerada. Isso não significa que eu tenho uma doença ou tenha feito um monte de plásticas”, finalizou.

Que coisa, né?!