• Geizon Paulo

Ludmilla disse que muita gente torce contra ela (Reprodução/Instagram)

Uma das principais cantoras do pop funk brasileiro, Ludmilla usou as redes sociais para falar das dores e das delícias de, agora, gerenciar a própria carreira. A artista, que ocupa o 12º lugar no ranking das músicas mais tocadas no Spotify Brasil com seu mais recente single, “Rainha da Favela”, comemorou a repercussão de seu primeiro trabalho como artista e empresária, mas também desabafou, revelando que há muita torcida contra o seu sucesso.

“Hoje é dia de comemoração. Queria agradecer a todo mundo que está ouvindo, compartilhando e curtindo meu som porque, como muita gente sabe, agora eu sou minha própria empresária. Agora, eu tomo conta da minha empresa, das minhas coisas, e essa é a primeira música lançada com a Ludmilla na direção de tudo. Então, estou muito feliz porque muita gente torce contra, fala que você não vai conseguir, tenta impedir seu sonho e te põe milhares de medos”, disse Ludmilla em vídeos publicados nos Stories do Instagram.

A cantora aproveitou para, a partir do próprio exemplo, incentivar os fãs a fazerem o que têm vontade, não dando ouvidos a críticas. “Não deixem o medo de vocês tomar a frente de nada. Se arrisquem, tenham coragem de dar um passo adiante. Não escutem as pessoas ao seu redor falando que você não vai conseguir”, completou Ludmilla.

Ludmilla (Reprodução/Instagram)

Lançada em 12 de novembro, “Rainha da Favela” já acumula mais de 9,8 milhões de visualizações de seu clipe no YouTube e mais de 4 milhões de plays no Spotify. O clipe tem cenas gravadas na favela da Rocinha, com a participação de funkeiras que abriram espaço para o empoderamento das mulheres no movimento funk, entre elas, Tati Quebra Barraco e Valesca Popozuda.