• 19 de abril de 2022 às 14:59h, atualizado às 15:02h
  • Clara Oliveira

A convivência no ambiente de trabalho, mesmo aqueles mais descontraídos, nem sempre é tão simples quanto parece, e no ramo da comunicação não seria diferente. Em entrevista ao podcast Bulldog Show, apresentado por Tuka Carvalho e Vivy Tenorio, Kelly Jorge, locutora da FM O Dia desde 2013, falou sobre possíveis “tortas de climão” na rádio.

“Eu não vou citar nomes porque não vou dar moral pra quem não agrega na minha vida. Eu acho que isso é uma questão, inclusive, espiritual. Eu aprendi isso dentro da religião que eu gosto de praticar. Não vejo sentido em ficar cutucando coisas que, pra mim, já são resolvidas. Gostaria que tivesse sido diferente? Sim. Mas não mudou em nada na minha vida. Poderia ter sido muito mais legal”, declarou.

Em seguida, a comunicadora, conhecida como Boneca Amarela, declarou que conciliar maturidade e descontração no ambiente de trabalho não é uma tarefa fácil.

“Ser maduro no âmbito do trabalho e trabalhando com alegria não é tão simples, requer um fazer por menos, não é fingir que não está vendo, mas eu sempre tentei ter uma postura profissional, porque eu trabalhei em outras empresas e todas as vezes que algo me desagrada, eu simplesmente vou até quem tenho que ir”, contou.

Por fim, Kelly contou que, apesar de ter crescido no “meio do barraco”, hoje em dia passa longe de qualquer situação desconfortável, porque para ela, estar em paz é o mais importante.

“Eu cresci no meio do barraco, e eu no barraco não sou uma pessoa legal. Sou uma pessoa que já começa falando mal da mãe, já chego pra tirar a pessoa do desconforto. Hoje em dia, eu dou um boi pra não entrar no abrigo e dou quinhentos pra sair, porque a minha paz, nada paga”.

Confira o trecho da entrevista: