• Antônio Jordão

Aos 71 anos, o cantor e compositor Jorge Aragão – pra nossa alegria – continua produzindo e acaba de nos agraciar com a música “Ninguém vale dor e despedida”. A letra foi escrita por ele, em parceria com Xande de Pilares e Mauro Jr. Que time, hein!

A música passa uma mensagem importante, contra o feminicídio e a favor da vida: Vamos combinar, o amor até pode morrer, não você em seu lugar / Única e primeira opção tem que ser tua vida e a vida / Odeia apanhar homem que brinca de bater / Mata mas não quer morrer / Seja então Odara..

“Niguem vale dor e despedida” chega em um momento onde o número de casos de feminicídio está maior, por conta da pandemia e do isolamento social, onde os casais ficam mais tempo juntos sem poder sair de casa. A média nacional de aumento de casos de feminicídio foi de 22,2% neste período. Feminicídio é o tipo de crime de violência doméstica e familiar, menosprezo ou discriminação à condição de mulher. Para denúncias, ligue 190 e registre um boletim de ocorrências.