• 25 de janeiro de 2022 às 19:01h, atualizado em 25 de janeiro de 2022 às 19:01h às 01:00h
  • Clara Oliveira

Jojo Todynho é conhecida não só por ter explodido com o hit “Que Tiro Foi Esse”, ou por ter sido a grande campeã de ‘A Fazenda 12’, mas também pelo jeito irreverente, por dizer o que pensa e mandar a real, sempre. E não foi diferente durante sua entrevista ao podcast Bulldog Show, apresentado por Tuka Carvalho e Samyra Ponce.

Durante a conversa, a cantora falou sobre os lamentáveis casos de racismo e gordofobia que sofreu durante a vida. Para ela, os haters, isto é, as pessoas destilam ódio contra outras, principalmente na internet, são seres maldosos. Ao dar um exemplo pessoal, Jojo citou as ofensas que recebeu quando postou fotos em Paris.

“É hipocrisia, é a maldade […] Eu tava em Paris, as pessoas comentavam ‘o que você tá fazendo em Paris, sua gorda, sua macaca?’. A pessoa que escreve um comentário desse, ela vai ter a capacidade de me chamar de macaca na minha cara? Não vai”, comentou ela, que defendeu “porrada” pra lidar com esse tipo de situação. “É o que eu falo pra todo mundo: ‘Indenização, a gente paga. Porrada, ninguém tira'”, disparou Jojo.

Em seguida, a cantora criticou quem acha errado partir pra agressão quando o assunto é preconceito: “Aí os outros falam: ‘Nossa, Jojo, não podemos incitar a violência’. Então, tá bom, Madre Teresa de Calcutá, deixa a pessoa vir na tua cara te afrontar. Eu quero ver a tua reação. Amor, desculpa, aqui eu não morro de depressão não, porque eu boto pra fora. Aqui eu não fico engasgada com nada”, finalizou.

Confira a entrevista completa: