• Geizon Paulo

Grupo Intimistas, em foto antes da pandemia, está de volta aos palcos, após seis meses sem shows. (Reprodução/Instagram)

Com o avanço da flexibilização das atividades interrompidas pela pandemia do novo coronavírus, alguns artistas começam a retomar a agenda de shows, mesmo sem a previsão de uma vacina. Um deles é o grupo Intimistas que, após seis meses afastado dos palcos, voltou a se apresentar em bares, casas de show e comunidades na quinta-feira (1).

A reestreia foi com um show em Guarulhos, na Região Metropolitana de São Paulo, e, até a próxima segunda-feira (5), o Intimistas terá realizado um total de sete apresentações em casas do Rio, São Paulo e Minas Gerais. Outras cinco estão marcadas para acontecer até o feriado do dia 12 de outubro.

O retorno aos palcos e à estrada têm sido cercado de cuidados, como explicou Palitto, vocalista do grupo: “Redobrarmos a atenção e os cuidados, pois na rua, estamos mais expostos.” O cantor contou também que a decisão de voltar às atividades foi tomada em comum acordo com toda a equipe, depois de todos terem passado por momentos difíceis com a interrupção dos shows.

“Ficamos em casa apenas nos cuidando e cuidando dos nossos familiares, mas com muita dificuldade, pois sem trabalhar, também não recebíamos. Depois de tanta dificuldade, escassez, chegamos à conclusão, todos juntos – artistas, músicos, produtores e técnica –, de que deveríamos voltar, por nossas necessidades financeiras e, também, para atender a demanda dos contratantes [que começaram a retomar suas atividades]”, disse Palitto.

Durante o período sem shows presenciais, o Intimistas aderiu ao movimento das lives, realizando três apresentações transmitidas online, e inovou ao disponibilizar nas redes sociais vídeos com versões acústicas das músicas que estarão no novo álbum do grupo, ainda inédito.

Palitto, vocalista do Intimistas, conta que o cuidado tem sido redobrado nessa retomada. (Reprodução/Instagram)

Com o aumento do número de casos de Covid-19 e da taxa de ocupação de leitos para a doença em algumas regiões, a volta aos palcos nesse cenário pode acabar gerando críticas. Mas, o grupo diz estar preparado para lidar com elas. “Claro que rola um temor de sofrermos críticas, mas a gente precisa trabalhar. Temos famílias para sustentar, né?”, disse o vocalista do Intimistas, que contraiu a Covid-19, mesmo tomando o máximo de cuidado.

“Cheguei a ficar uma semana internado, por conta também de uma bronquite que sempre tive e se agravou! Mas fiquei bem graças à Deus!”, conta Palitto.