• FM O Dia

Quem poderia imaginar que um dos maiores hits do cantor Gusttavo Lima, como ele mesmo definiu, foi um “acidente”? Pois ele mesmo fez essa revelação ao jornalista Leo Dias.

Você já deve ter se pego embalado pelo refrão “Tchê tcherere tchê tchê”, certo? A música “Balada” chegou pro cantor de última hora e foi um desafio pra ele gravar assim, no improviso. 

Eu não ia gravar ela. Eu gravei aquele DVD em Patos de Minas, na cidade que eu fui criado. O DVD era às 9 da noite e a música chegou pra mim às 6 da tarde (…) E assim, eu já tava vindo com uma levada mais romântica. Aquelas músicas mais universitárias, românticas e do nada, eu gravar o “Tchê Tcherere Tchê Tchê”… Eu falei “Rapaz… Será? Não sei, não sei””

 

SEM ENSAIO, MÚSICA FOI GRAVADA 10 VEZES

Gusttavo contou que tentou decorar a música e que escreveu no chão, pra ler enquanto cantava. Nem a banda sabia direito como seria. 

“Decorei a primeira parte, escrevi lá no chão a primeira parte. Não tinha arranjo, não tinha nada. Nós gravamos ela dez vezes! Gravamos ela dez vezes pra virar uma! A gente começava ela, errava, parava. Vamos começar de novo, ia até o refrão, travava. Eu esquecia a letra, o baterista passava direto. Entendeu? Fez daquela música uma costura tão grande, de dez gravações pra virar uma. […] Mas a partir do momento que eu cantei aquela música pela primeira vez, o pessoal ficou meio assim… Léo, a hora que eu cantei aquela música pela segunda vez, o público daquela arena parecia que ia cair! Aquele palco ia cair!”