• FM O Dia

Na Resenha Proibidona, a dupla sertaneja João Bosco e Gabriel contou como foi a transição musical para o universo sertanejo.
Tanto João Bosco, quanto Gabriel, cantavam na igreja, antes de ir para outro segmento.

 

A dupla tá bombando com a música “Ela Sofre Diferente“, um feat com a cantora Flay que em poucos dias bateu 6 milhões de views no Youtube. João contou que queria mais do que a música evangélica poderia lhe oferecer, mas disse que foi através do gospel que despontou como cantor.

“Vou falar a verdade pra vocês, a minha vida toda, praticamente, foi cantando música gospel. Eu vim de uma família evangélica, meu falecido pai era pastor, tem um irmão meu que é pastor também, então essa influência, de crescer dentro da igreja. Ou você se torna pregador, ou é cantor, palestrante, então foi aonde eu me identifiquei cantando.

Ele continua:

“Comecei muito cedo, com meus 15 anos já estava gravando. Cantava com meu irmão, em dupla. Tive 14 CDs gravados. Meu irmão faleceu em 2013, câncer no pâncreas, foi uma perda muito difícil pra mim. Eu segui carreira solo Com mais 4 anos, gravei um CD pela Sony Music.

“Eu já conheço o Gabriel faz 12 anos, ele era fã da minha dulpa (Ele cantava em Igreja também). Em 2018, a ficha caiu. A música sertaneja, ela é muito maior. Gospel, geralmente, as vezes é muito fechado, eu queria ter uma estrutura maior, viajar, ter minha equipe, minha banda”, revelou.