• FM O Dia

Gil vai lançar livro biográfico


Gil do Vigor, que já está online após sair do Big Brother Brasil, infelizmente, sofreu um ataque homofóbico. O ex-BBB recebeu uma camisa do clube de coração, o Sport Recife, e fez sua famosa dança do ‘tchaki tchaki’ na Ilha do Retiro, estádio da equipe. Mas como existe gente amargurada nesse mundo, isso não agradou a todos os torcedores do time. Um deles foi Flávio Koury, conselheiro do clube, que fez duras ofensas ao nosso semifinalista do reality.

“Se ele tivesse feito essa dancinha na casa dele ou no bordel, ou onde ele quisesse, eu não estava nem aí. Mas foi dentro da Ilha do Retiro, né, rapaz? Isso é uma desmoralização, ausência de vergonha na cara. É isso que a gente tá vivendo. Esses tempos novos, que estão se falando, é isso. Não tem mais respeito com pai, não respeita filho, irmão, não tem amigo. É uma depravação. Isso é o retrato do legado que o PT deixou pra gente. É exatamente isso.”

Nas redes sociais, Gil contou que foi a primeira vez que sofreu preconceito desde que saiu da casa mais vigiada do Brasil. Ele disse que ainda sente dor quando algo assim acontece, mas que não queria se entristecer com isso por conta das coisas boas que vem vivendo.

“Primeiro ataque homofóbico que me deparo após o BBB e posso garantir, ainda machuca MUITO! Mas sigo firme e providências serão tomadas. Tirando o dia off para não perder minha alegria por tudo que venho vivendo…… É muita dor!”

Em nota oficial, o Sport disse que lamenta a atitude do conselheiro e garante que já está tomando as providências necessárias para que o Koury seja penalizado.

Nota oficial do clube Sport Recife

 

SERÁ QUE VAI TER CACHORRADA?

Só que o nosso rei da cachorrada não é de bobeira. Mesmo sendo atacado, ele não abaixou a cabeça e respondeu com uma novidade surpreendente. Anunciou que terá um livro contando a história de vida dele. A autobiografia desse fenômeno estará disponível para compras a partir de junho. E aí, vigorento, vai comprar essa obra-prima?