Em entrevista ao podcast Holofote, Ferrugem falou sobre a grande fase profissional que vive, é claro, mas a vida pessoal do cantor não ficou de fora da conversa.

O marido de Thaís Vasconcellos e pai de Júlia, Sofia e Aurora vê, na família, seu maior presente. O relacionamento com a esposa, no entanto, passou por fases difíceis, mas que, felizmente, já foram superadas.

Segundo o cantor, o relacionamento com Thaís “cresceu de uma forma gigantesca”.

“Depois que eu passei a discernir, a separar, a escolher melhor as companhias, acho que isso muda de uma maneira gigantesca”, relatou.

Ferrugem disse, ainda, que estar cercado de pessoas que só concordam com você o tempo todo é perigoso. Ter alguém pra dar aquele puxão de orelha é necessário e, segundo ele, a única que fez isso quando ele precisou foi sua esposa.

“Ninguém é 100% bom, uma hora você vai errar e você precisa de uma pessoa que te puxe e fale assim ó: ‘tá errado’”, declarou. “A única pessoa que fez isso, por incrível que pareça, foi a Thaís, minha esposa”.

O pagodeiro relembrou a época turbulenta que viveu no casamento e comentou o conselho que recebeu da companheira:

“Amor, você foi um babaca. E você não é um babaca. Você foi um babaca, naquele momento, você deu mole. Então acho que você tem que reavaliar, rever seus conceitos, rever sua vida, rever as suas companhias”.

“Foi nesse momento que eu fiz um 360, uma limpeza geral, e dali pra frente meu relacionamento com a minha família, com a minha esposa, com as minhas filhas, com os meus pais, com os meus sogros, cresceu de uma maneira absurda”, concluiu Ferrugem.