a

  • FM O Dia

Na última quarta (09), o programa Resenha Proibidona, da FM O Dia, contou com a participação de Thiago Asmar, ex-repórter da TV Globo. A emissora e o jogador Gabigol, do Flamengo, travam uma disputa judicial por conta do documentádio “Predestinado”, veiculado no aplicativo Globoplay.

Esse foi um dos assuntos debatidos pelo jornalista, que comanda o canal Pilhado, no Youtube. Asmar considerou como “trairagem” o fato de a Globo querer atualizar o documentário com a inclusão do flagrante do jogador em um cassino durante a pandemia.

“Foi um absurdo! Falaram com o Gabigol, com a família dele, com os amigos do Gabigol (…) E aí, eles negociaram com o Gabigol: ‘Você abre a sua casa para gente. A gente vai contar a sua história. O predestinado, o ídolo da torcida do Flamengo’.
E aí o Gabigol falou: ‘Vamos fazer. É um documentário bom para mim, é uma série boa para mim’”, destacou Thiago.

Thiago conta que o craque do Flamengo viu uma oportunidade de se eternizar como ídolo do rubro negro:

“Cara, aí o que eles fazem? Nesses materiais da Globoplay, eles vão atualizando, vão colocando fatos novos. Eles colocaram o negócio do cassino numa série que o cara abriu a casa dele para a emissora, que o cara colocou a família dele pra falar.

O que ele viu ali? ‘Pronto, vão me transformar em um herói. Ídolo do Flamengo, o predestinado’. O Gabigol, com razão, pode ter os defeitos dele, a marra dele, mas desta vez foi uma trairagem absurda”, completa o repórter.

Para Asmar, a atitude da Globo não foi ética e não havia a necessidade de incluir o material no documentário.

Ele processou (…) Ninguém entendeu nada (…) Não sei se vai ganhar, né? Não sei se tinha no contrato que não poderia colocar nada contra a imagem dele.

Vamos sem sincero. Isso não é ético. É ético você fazer uma matéria no Jornal Nacional sobre, no Fantástico, mas não colocar no documentário.

O cara abriu a casa dele para a emissora, fez tudo e, quando vão atualizar, colocam ele numa festa clandestina?”, disse.

Leo Dias também destacou que, “Daqui a 10 anos, isso não vai estar na história dele, isso é um ponto que não muda nada a história dele”. 

Confira os melhores momentos da entrevista