A atriz e youtuber Antônia Fontenelle se envolveu em uma polêmica ao comentar o caso de agressão de DJ Ivis à ex-mulher, Pamella Holanda. Em razão da declaração postada em suas redes sociais, a Polícia Civil da Paraíba determinou, nesta quinta-feira (15), que Fontenelle vai ser investigada por crime de racismo.

“Esses ‘paraíbas’ fazem um pouquinho de sucesso e acham que podem tudo. Amanhã vou contatar as autoridades do Ceará para entender porque esse cretino não foi preso”, escreveu a atriz, acusada de xenofobia.

Até o jornalista Leo Dias, amigo pessoal da atriz, criticou sua postura:

Depois de receber a notícia da investigação, Antônia Fontenelle usou, mais uma vez, seu canal do Youtube, o “Na Lata com Antonia Fontenelle”, pra falar sobre o episódio e, segundo ela, tranquilizar os fãs e amigos.

“Gente, fiquem tranquilos porque eu não cometi crime nenhum”, declarou a atriz.

“É uma covardia o que estão fazendo comigo desde o dia que eu usei a palavra ‘paraíba’ para o DJ Ivis, agressor de mulher. O foco foi desviado desse crime bárbaro e jogaram os holofotes todos pra mim, graças à campeã do BBB, obviamente”, completou.

No Twitter, Antônia ainda respondeu ao delegado Pedro Ivo Soares, que compartilhou a notícia de que a atriz seria investigada por crime de xenofobia.

“Caro delegado, denunciação caluniosa é crime, o Sr. estudou e sabe muito bem disso”, disparou Fontenelle.

 

Confira o vídeo do pronunciamento da atriz em seu canal: