• 27 de dezembro de 2021 às 15:52h
  • Antônio Jordão

O caminho percorrido por Dilsinho até cravar seu nome na história do pagode começou muito antes do lançamento de seu primeiro álbum, em 2012, produzido por Bruno Cardoso e Lelê.

Antes, o cantor e compositor nascido na Ilha do Governador cantava em bares e restaurantes da região, junto com seu primo Daniel. E como a gente bem sabe, a remuneração de artista iniciante não é das melhores… Em entrevista ao Bulldog Show, podcast apresentado por Tuka Carvalho e Samyra Ponce, Dilsinho revelou o valor do menor cachê que recebeu na vida: 14 reais.

“Uma vez, a gente foi tocar numa casa, e era couvert artístico, você ganhava pelo número de pessoas na plateia. Um dia choveu muito e foram 5 pessoas na parada. Dessas 5, só duas pagaram. Acho que o couvert era 7 reais, a gente ganhou 14 reais no final”, explicou.

“Só que aí, tocávamos eu e meu primo, então era 7 reais pra cada um. É só pra gente voltar pra casa de ônibus, já dava ali 13 reais pra cada um”, completou.
Gente como a gente, o cantor resolveu usar o dinheiro da apresentação pra tomar uma cerveja com seu parceiro de palco:

“Dani, vamos comprar uma cerveja com essa grana e vamos pra casa andando. Tomamos uma pra terminar a noite e foi isso”, relembrou Dilsinho.

Confira a entrevista completa: