• 30 de novembro de 2021 às 17:02h, atualizado às 19:03h
  • Antônio Jordão

Davi Pereira, fundador do Sambaí, está de volta ao grupo. Além do cantor, que decidiu seguir novos rumos no final de 2014 e chegou a assumir o lugar de Almirzinho no Revelação, quem também retornou ao antigo posto, após 6 anos morando na Nova Zelândia, foi Miguel BD. Assim, os integrantes retomam a formação original: Davi, Bebeto, Romulo, Thiago e Miguel.

De acordo com o idealizador do grupo, a volta para o Sambaí nunca havia sido descartada:

“A minha saída do Sambaí foi porque eu tive problema com o empresário na época. A gente teve um problema de opiniões. Fiz uma carreira solo que durou seis, oito meses e depois fui chamado pro Revelação. Aceitei trabalhar com o Revela, né, sou muito fã. Fiquei lá por três anos e meio, depois saí pra chegada do Mamute, mas nunca descartei minha volta pro Sambaí”, declarou. “Antes mesmo da pandemia, a gente já vinha conversando e desenhando pra ver como seria”, completou.

No próximo dia 12 de dezembro, em comemoração aos 15 anos de carreira, os integrantes promovem a “Feijoada do Sambaí”. O evento, que será realizado em Niterói, contará também com a gravação do audiovisual “Sambaí 15 anos”, com participação confirmada dos grupos Caju Pra Baixo e Clareou. A expectativa, de acordo com Davi, é grande. “Muitos ingressos já foram vendidos, vai ser emocionante”.

Miguel BD concorda com o parceiro de palco: “Assim que postamos sobre o evento da volta, uma enxurrada de mensagens e carinho nos emocionou demais. Vindas desde artistas e amigos que temos o maior respeito, como Ferrugem, Arlindinho, Bom Gosto, Xande, Clareou; como de fãs que sempre acompanharam a gente, mostrando muita alegria e vibração com o retorno da formação original do Sambaí. A sensação de estar de volta é maravilhosa”.