• Geizon Paulo

Faltando exatos oito meses para o início do Carnaval 2021, o clima de incerteza é total em relação à realização da maior festa popular do país por causa da pandemia do novo coronavírus. Diante desse cenário, o prefeito de Salvador, ACM Neto, pensa em propor um adiamento conjunto do Carnaval na capital baiana, no Rio de Janeiro e em São Paulo.

ACM Neto comentou sobre a proposta em entrevista ao canal CNN Brasil e disse estar apreensivo com a indefinição de realização da festa, tão importante e lucrativa para o país. “Todo mundo sabe que além de prefeito, eu sou um carnavalesco nato. Eu amo Carnaval e toda vez que lembro que até novembro iremos tomar uma decisão nesse assunto, me aperta o coração”, disse ele, que confirmou que se em quatro meses não houver uma vacina disponível para a Covid-19, “não haverá elementos de segurança para manter o Carnaval”.

Buscando evitar o cancelamento da festa, ACM Neto pensa em adiar o Carnaval para maio ou junho, mas também estuda a possibilidade de juntar feriados municipais para criar um carnaval fora de época nesses mesmos meses. “Mas sem atrapalhar os festejos juninos. Talvez essa possa ser uma alternativa caso o Carnaval não tenha condições de acontecer em fevereiro. Mas ainda não é hora de cravar nenhuma posição definitiva”, disse o prefeito na entrevista.

Prefeito de Salvador, ACM Neto, pensa em adiar o Carnaval (Reprodução/Internet)