Em entrevista ao podcast Holofote, Suel, que é cantor e compositor, falou sobre as duas profissões e mandou a real sobre qual delas põe mais dinheiro no bolso do artista.

“Hoje eu diria que atuar como cantor”, respondeu o ex-vocalista do Imagina.

“A composição foi algo que me manteve bem durante muito tempo, agora, show também tem uma rentabilidade grande, né?”, completou. “Na quantidade, acho que o show dá (mais) grana”.

“No caso dos shows, quanto mais a gente trabalha, mais a gente ganha. Na música, não. Você faz ali, em duas, três horas de trabalho, e ela vai trabalhar por você. O dinheiro vai trabalhar por você”.

Suel explicou, ainda, que em alguns casos específicos, compor pode trazer um retorno financeiro maior. Se um artista muito estourado gravar e trabalhar a música nos shows, por exemplo, o compositor ganha uma grana bem legal. Como espelho, o cantor usou Gusttavo Lima.

“Proporcionalmente, o tempo que se gasta, e o desgaste que se tem pra fazer um show, é o deslocamento, você canta de madrugada, viaja pra fora do estado, etc. Comparando com a composição, aí a composição dá mais dinheiro, proporcionalmente falando”.

Ele ainda citou um caso particular envolvendo a composição: “A música ‘Duvido’ tem quase 20 anos e eu ganho grana com ela até hoje”.