• Geizon Paulo

Belo contou que, apesar do ano praticamente sem shows, não passou por crise financeira. (Reprodução/Instagram)

Desde que a pandemia se instalou, em março do ano passado, a vida de quem vive do show business praticamente parou, criando uma crise sem precedentes no setor. Mas, apesar de um ano difícil em 2020, o cantor Belo revelou que a crise do coronavírus não chegou a impactar tanto sua vida financeira. Em uma sequência de vídeos publicados no Instagram, o pagodeiro e a mulher, Gracyanne Barbosa, responderam a perguntas dos fãs e comentaram a situação financeira do casal, que, segundo Belo, é bem administrada pela musa fitness.

“Eu fazia uma média de 15 a 18 shows por mês. Em um ano, eu fiz quatro”, contou o cantor.

“A minha sorte é que eu tenho uma esposa muito econômica, e ela controla tudo. Senão, o bicho estava pegando”, disse Belo, revelando ainda que ele e Gracyanne cumpriram isolamento social rígido nos primeiros meses de pandemia. Segundo o pagodeiro, foram oito meses sem sair de casa.

Durante a interação com os fãs, o casal aproveitou também para falar sobre outros assuntos como a convivência dos dois durante a pandemia e a possibilidade de terem filhos.

Belo revelou que Gracyanne é quem controla a vida financeira do casal, que espera aumentar a família em breve. (Reprodução/Instagram)

“Não teve parte difícil na pandemia, sobre convivência. A parte difícil foi a preocupação. O fato de estar em casa com as nossas famílias, mãe, os filhos do Belo e tudo mais, está sensacional. Estamos curtindo coisas que não curtíamos há bastante tempo”, disse Gracyanne, que garante querer aumentar a família.

“Claro que quero [engravidar], é um sonho nosso. Assim que Deus permitir e for o momento, virá um bebêzinho lindo”, disse a musa fitness. Belo concordou e, em tom de brincadeira, prometeu o baby para esse ano ainda.