O comentário de Antônia Fontenelle sobre DJ Ivis trouxe sérias consequências à atriz.

Fontenelle foi intimada a prestar depoimento na 16ª DP, na Barra da Tijuca, em investigação que apura o suposto crime de preconceito de raça ou de cor. O inquérito foi aberto pela Polícia Civil da Paraíba, após a artista chamar DJ Ivis de “paraíba”, quando se posicionava a respeito do caso de agressão do músico à ex-mulher, Pamella Hollanda.

“Esses ‘paraíbas’ fazem um pouquinho de sucesso e acham que podem tudo. Amanhã vou contatar as autoridades do Ceará para entender porque esse cretino não foi preso”, declarou Fontenelle, acusada de xenofobia.

Nas redes sociais, a youtuber foi bastante criticada pelo termo utilizado, e explicou ser uma “expressão” usada quando alguém faz “paraibada”.

Antônia vai ser ouvida na próxima sexta-feira, dia 20, durante a parte da manhã, pelo delegado Leandro Gontijo de Siqueira Alves.

A atriz, porém, nega que tenha cometido qualquer crime.