• Geizon Paulo

Indignação de Anitta faz Google mudar definição do termo “patroa”. (Foto: Reprodução/Instagram)

Já diz o ditado, “quem não chora, não mama”, e o ‘choro’ – ou melhor, a indignação de Anitta – fez com que o Google mudasse a definição da palavra ‘patroa’ no dicionário, vinculado ao site de buscas, o Oxfprd Languages. Antes da reclamação da cantora, o termo era definido, não como o feminino de patrão, mas apenas como ‘a mulher do patrão’ ou ‘dona de casa’.

Agora, a plataforma define ‘patroa’ como “proprietária ou chefe de um estabelecimento privado comercial, industrial, agrícola ou de serviços, em relação aos seus subordinados; empregadora. Por extensão: a chefe de uma repartição pública”.

Anitta tinha reclamado da diferença de definições apresentadas no dicionário, indicando o quão aquilo demonstrava o machismo tão enraizado na sociedade. “Que p*rra é essa, mano? Vá para a ponte que pariu, porque patroa é a mesma coisa que está escrito lá no patrão”, irritou-se a cantora, que continuou: “Dona e proprietária do cacete que eu quiser. Mano do céu, inacreditável! Não tô acreditando que isso está no nosso dicionário!”, disse na época.

O “antes” e “depois” do termo “patroa” no Google, após reclamação de Anitta. (Foto: Montagem/Google)

Após a alteração, Anitta comemorou a conquista em seus Stories no Instagram, escrevendo a expressão “Feito!”, como tendo concluído uma tarefa que se propôs a fazer. Ponto pras ‘meninas’!