Instinto
Gamadinho


Instinto
(Indisponível)

Nunca fui daqueles de pedir perdão Meu orgulho, leva embora minha razão Sei o quanto meu tropeço machucou Num deslize, minha carne fraquejou Eu nem sei direito de que jeito foi acontecer E nem vou tentar te convencer Nem que eu tentasse, acharia uma explicação Nada que eu fale, vai curar sua decepção Chuva de arroz, rosas no buquê Deixa pra depois, pra quem merecer Ah como eu queria ser, o cara certo pra você Um amor a dois, não se vive a três Mas foi como foi, o instinto fez Meu corpo ser de outro alguém, por um segundo fui também Vou levar a vida sem alguém que eu não vivo sem