Ginga
Iza e Rincon Sapiência


Letra

Ginga
(Rincon Sapiência e Iza)

Sagacidade pra viver Lutar, cair, crescer Sem arriar ou se render Tem que defender (Ai, ai, ai, ai) Observar e absorver Com fé no amor, no bem Se liga no meu proceder Sigo em frente e vou além Vem dançar, brilhar Deixar o som guiar, levar Se liga, pega a visão do coração Que a vida não pode parar Entra na roda e ginga, ginga Entra na roda e ginga, ginga Se entrou na roda, vai ter que jogar Pra se manter de pé, cê vai ter que dançar Entra na roda e ginga, ginga Fé na sua mandinga, na roda, ginga Se o assunto é meter dança, já larguei na pole A cintura que destrava nesse desenrole O corpo desenrolado não é rocambole Seu plano já foi bolado, quero que rebole A cintura mole, mole, mole, mole, mole Se ela me chamar pra dança, claro que eu topo Tamo dando gole, gole, gole, gole, gole Uma mão tá na cintura e a outra no copo Vem dançar, brilhar (ei, ai ai) Deixar o som guiar, levar (já larguei, vambora) Se liga, pega a visão do coração Que a vida não pode parar Entra na roda e ginga, ginga Entra na roda e ginga, ginga Se entrou na roda, vai ter que jogar Pra se manter de pé, cê vai ter que dançar Entra na roda e ginga, ginga Fé na sua mandinga, na roda, ginga (Vou seguir de pé, vou seguir com fé) (Vou seguir de pé, vou seguir com fé) Vambora Vamo gingar, sem vulgarizar Pra suar a camisa, sem economizar Pode avisar, firme a gente pisa Pesadão-dão-dão no estilo Iza Nem mesmo o céu é o limite Foco no trabalho, muito mais que palpite Tudo que te prende, é melhor que evite A música liberta e eu te faço um convite Entra na roda e ginga, ginga Entra na roda e ginga, ginga Se entrou na roda, vai ter que jogar Pra se manter de pé, cê vai ter que dançar Entra na roda e ginga, ginga Fé na sua mandinga, na roda ginga



mais acessadas